13 Novembro 2010, 22:22

13 de Novembro: Dia Mundial da Bondade

13 de Novembro: Dia Mundial da Bondade

Uma palavra de agradecimento, um sorriso e umas obras boas: isso é tão simples e tão importante – eis o que relembra a todos nós o Dia Mundial da Bondade comemorado em 13 de novembro. A festa existe em muitos países já há mais de dez anos.

Uma palavra de agradecimento, um sorriso e umas obras boas: isso é tão simples e tão importante – eis o que relembra a todos nós o Dia Mundial da Bondade comemorado em 13 de novembro. A festa existe em muitos países já há mais de dez anos. Foi nesse mesmo dia que as realizou em Tóquio a primeira conferência do Movimento Mundial pela Bondade. Os seus integrantes anunciaram consistir o objetivo em “criar um mundo mais bondoso e pleno de compaixão”.

Ha um ano, umas organizações juvenis de Mscou conclamaram em 13 de novembro a abraçar o maior número possível de pessoas em redor de cada um. Em outros países, é costume também oferecer flores a pessoas conhecidas e desconhecidas. Todavia, existe a opinião de que nem todas as pessoas são capazes de praticar o bem. Na realidade, porém, a bondade está presente em todos – afirma o Serguei Klitchnikov, psicólogo e escritor russo. E continua:

Muitos cientistas opinam que uns certos programas genéticos indicam a presença do gene de bondade e misericórdia, o qual é responsável pelos cuidados com a prole. Assim sendo, esse sentimento é também inerente aos macacos antropóides. Por isso, os Darwinistas entendem que cada pessoa tem a bondade, como um gene e como uma qualidade potencial. Os que crêem ter o Homem surgido de outra forma, ou seja, as pessoas religiosas, sustentam que o Homem é bondoso desde o início, ou seja, por natureza. Meu ponto de vista é este: o Homem é desde o início bondoso e maligno ao mesmo tempo, vencendo finalmente uma das duas caraterísticas em função da educação recebida.

Se venceu o gene da bondade, então no dia 13 de novembro você pode, conforme as recomendações postadas na “Internet”, praticar alguma das obras indicadas: levar seus brinquedos felpudos a um orfanato, pagar a uma pessoa a passagem nos transportes coletivos, ceder o lugar na fila, enviar aos pais um postal com confissão de amor, dizer elogio a uma pessoa desconhecida, oferecer alimento a um sem-teto e muitas outras coisas. Isso é capaz de provocar uma “reação em cadeia” de bondade em toda a sociedade. Portanto, o objetivo está alcançado. Além disso, as pessoas bondosas adoecem menos e vivem mais.

O grande escritor russo Leão Tolstoi chamava a bondade de “o condimento mais necessário”, porque mesmo as melhores qualidades humanas nada valem sem a bondade e porque mesmo os piores vícios são facilmente perdoados em havendo a bondade. Obsequiar outras pessoas com um pouco de calor e senti-lo você próprio: um belo motivo para comemorar o Dia Mundial da Bondade.

  •  
    E recomendar em