7 Outubro 2011, 21:37

Andrei Kirilenko retornou à Rússia

Andrei Kirilenko retornou à Rússia

Basquetebolista Andrei Kirilenko Retornou à Rússia O basquetebolista Andrei Kirilenko se parece um pouco com o gato. Ele próprio reconhece que sim, que existe algo em comum, tanto no aspeto, como nos hábitos. Essa comparação, porém, só é válida com umas certas ressalvas.

Basquetebolista Andrei Kirilenko Retornou à Rússia

O basquetebolista Andrei Kirilenko se parece um pouco com o gato. Ele próprio reconhece que sim, que existe algo em comum, tanto no aspeto, como nos hábitos. Essa comparação, porém, só é válida com umas certas ressalvas. Porque, em todo caso, Andrei Kirilenko não é um daqueles gatos que “passeiam ao léu”. Os próprios leitores podem julgar.

Primeiro, porque ele é um pai de família exemplar que educa três filhos. Segundo, porque, embora seja portador do passaporte americano, diz “Nasci russo e morrerei russo.” E prova esse seu “russismo” com sucessos no parquet: os últimos dez anos está Andrei jogando no além-Atlântico, ganhando até 18 milhões de dólares anuais; porém, se mostra sempre disposto a ajudar a seleção russa com que ganhou o “ouro” europeu em 2007 e o “bronze” deste ano.

Andrei Kirilenko é conhecido no Exterior como AK-47. São as iniciais do jogador mais seu número no clube “Utah Jazz”. Esta semana, ele assinou contrato com o principal favorito do campeonato russo CSKA, sigla que se traduz como Clube Esportivo Central do Exército.

Sim, Andrei Kirilenko retornou às “origens”. No final dos anos 90, esse basquetebolista havia conquistado seus primeiros títulos justamente com a camisa dos Vermelhos-Azuis.

Em princípio, o técnico dos “Militares” Jonas Kazlauskas é contra a política de convidar jogadores da NBA durante o lockout, mas fez uma exceção para Andrei Kirilenko. Com uma argumentação imbatível: “Andrei é um astro do básquete russo e mundial, ele significa para seu país tanto quanto Arvidas Sabonis significa para a Lituânia, Pau Gasol para a Espanha ou Dirk Nowitzki para a Alemanha.

Eis agora a opinião de Zurab Tchitaia, analista de basquetebol do portal eletrônico “Championat.com”:

Andrei Kirilenko é, sem dúvida, um jogador-chave, um pivô do sistema. Além do mais, ele já tinha se ajustado bem a muitos elementos do CSKA (isso porque basquetebolistas desse clube estão amplamente representados na seleção nacional – N. do Aut.). E também saberá combinar sem problemas com os demais por possuir uma inteligência em campo e uns hábitos invejáveis. Andrei Kirilenko é uma pessoa capaz de surgir logo e início como líder da equipe. É para o CSKA uma aquisição gigantesca, não se vislumbrando no horizonte quaisquer efeitos negativos.

O único efeito negativo, talvez, só poderia ser o ponto do contrato permitindo a Andrei Kirilenko voltar para a NBA quando a situação lá se tiver normalizado.

Andrei Kirilenko é agente livre, ainda vai ter que encontrar um clube americano para si – continua Zurab Tchitaia -, e nada indica que um convite daquele lado possa ser melhor que o recebido do Clube do Exército. Em todo caso, o CSKA tem tempo suficiente para dar a entender a Andrei Kirilenko que sua situação aqui pode ser tão convidativa que vai ter que pensar três vezes antes de tomar a decisão de voltar para os Estados Unidos.

  •  
    E recomendar em