21 Maio 2013, 16:28

Bielorrussos recusam-se à imortalidade

Bielorrússia

Uma sondagem sociológica realizada na Bielorrússia mostrou que as pessoas em sua maioria estão satisfeitas com a extensão natural da sua vida. Apenas um pequeno número dos entrevistados expressou o desejo de viver eternamente.

A pesquisa envolveu 3 mil bielorrussos, que responderam à seguinte pergunta: "Quanto tempo você queria viver, mantendo a juventude e saúde?"

Verificou-se que mais de 59% dos entrevistados concordam em viver tanto tempo quanto sua natureza lhes permite. A referida resposta foi escolhida principalmente por pessoas com mais de 40 anos. 10% dos entrevistados, ao contrário, queriam viver eternamente. Este grupo é dominado principalmente por pessoas com menos de 40 anos de idade.

Um estudo semelhante realizado na Rússia no ano passado mostrara os resultados parecidos.

  •  
    E recomendar em